Ministro da Educação anuncia o novo Enem

O Ministro de Estado da Educação, Milton Ribeiro, acompanhado pelos secretários do Ministério da Educação (MEC) e pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas, anunciou o relatório final do Grupo de Trabalho (GT) responsável pela reestruturação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Foram apresentadas as mudanças no Exame em decorrência das novas diretrizes do Novo Ensino Médio, já em implantação no país. O novo Enem começará a valer a partir de 2024.  

“Com a implementação do Novo Ensino Médio, iniciado em 2022, nossos estudantes estão experienciando um processo educacional mais atualizado com as demandas do mundo do trabalho. O ensino médio mudou e o Enem também precisa se atualizar. Queremos que todos os estudantes tenham uma formação geral básica robusta, com ênfase em língua portuguesa e matemática.”, ressaltou o ministro. 

Ele explicou que o novo formato teve como base a legislação e as melhores referências nacionais e internacionais, e contemplam dois instrumentos que refletirão a formação geral básica e a opção dos estudantes pelos Itinerários Formativos. Os Itinerários servirão como trilhas que os estudantes percorrerão dentro de seu projeto de vida, se aprofundando em áreas que ampliem suas possibilidades de seguir os estudos no nível superior imediatamente ou de iniciar uma carreira técnica e, a partir dela, somar experiências práticas ao seu processo de educação ao longo da vida.”, complementou o ministro. 

“Nosso governo está trabalhando para melhorar e democratizar a educação profissional tecnológica do país, para permitir que mais jovens possam ter acesso à formação técnica. Naturalmente o Enem e os sistemas de seleção para o nível superior têm que se adaptar a esse sistema de educação. Estamos traçando as bases para que a formação profissional e tecnológica ganhe um novo estágio no país, com mais oportunidades durante a educação. Queremos fazer a interface entre o ensino técnico de nível médio e o ensino superior.”, encerrou Milton Ribeiro. 

O secretário de Educação Básica do MEC, Mauro Rabelo, apresentou a proposta de atualização do Enem, para elucidar com mais detalhes as diretrizes elaboradas pelo GT. Rabelo contextualizou o que inspirou os trabalhos para o novo Exame, apresentou a linha do tempo do Novo Ensino Médio, os marcos da sua implementação, as principais mudanças, além do cronograma que potencializou as ações para o Novo Ensino Médio, as ações, até chegar no detalhamento dos trabalhos do GT para a reformulação do novo Enem. 

O secretário explicou claramente os instrumentos do novo Exame. O primeiro instrumento abrangerá a Formação Geral Básica (FGB) do Novo Ensino Médio, tendo como referência a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), de forma interdisciplinar e contextualizada, articulando as dimensões do trabalho, da ciência, da tecnologia e da cultura, aprofundando a compreensão de problemas complexos e a reflexão sobre suas soluções. 

O segundo instrumento deverá abordar os itinerários formativos do ensino médio, observando os eixos estruturantes dos Itinerários (investigação científica, processos criativos, mediação e intervenção sociocultural, empreendedorismo) e o aprofundamento das competências e habilidades da BNCC. Os Itinerários Formativos serão organizados em quatro blocos, cada um deles correspondendo a uma combinação binária entre as áreas de conhecimento.  

Após a apresentação do secretário, foi aberto espaço para as perguntas dos jornalistas presentes sobre o novo Enem. 

Para conferir os detalhes da apresentação realizada pelo secretário Mauro Rabelo, acesse: coletiva novo Enem 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC

Leia mais notícias e artigos em nosso blog – Bonsae® Conteúdos – Bonsae®

Acompanhe todas as novidades sobre a bonsae em nosso instagram – bonsae (@bonsaeoficial) • Fotos e vídeos do Instagram